21 de novembro de 2014

Natal: Calendário do Advento



Você sabe o que é o Advento?
O termo adventum, que significa vinda ou chegada.
Recebem este nome as quatro semanas antes do Natal. Este período litúrgico evoca a dupla vinda de Jesus Cristo: a verificada em Belém, quando Ele veio ao mundo, e a que ocorrerá no Seu regresso no Dia do Juízo.
Advento é um período mencionado no calendário religioso, é um tempo de alegria para os cristãos, caracterizado pela preparação para o nascimento de Jesus. É por essa razão que hoje em dia o período do advento é definido pelas quatro semanas que antecedem o Natal, tendo início no Domingo mais próximo do dia 30 de Novembro, indo até o dia 24 de Dezembro, sendo o primeiro tempo do ano litúrgico.
Segundo a Bíblia, o Anjo Gabriel apareceu a Maria numa visão, dizendo que em breve ela daria à luz a um menino, o filho de Deus que viria para trazer luz ao mundo. Esse tempo de espera é caracterizado hoje como advento.(Fonte: www.significados.com.br)
 
Independente de religião, confeccionar o calendário do advento com as crianças traz a magia do Natal, a expectativa da chegada desta data tão celebrada!
 
Passa lá no blog Pérolas da Bia e escolha qual você irá montar com seus alunos!

19 de março de 2014

Sigam o Blog Pérolas da Bia

Olá amigos educadores!

Convido a todos para seguir o meu blog de mãe, o "Pérolas da Bia e mais histórias de mãe!". Lá tem muitas dicas para as crianças e muitas tiradas engraçadas da Bia!

Espero vocês lá também!!


10 de março de 2014

Avaliando na Educação Infantil


Na Educação Infantil a avaliação do aluno é feita diariamente, através de observações e registros. O professor precisa saber quais são as dificuldades do aluno e também quais foram os seus avanços, sempre com um olhar de que estamos vivenciando um processo e partimos do princípio que o aluno sempre sabe alguma coisa.

Através dessas observações, o professor planeja suas aulas e faz as intervenções necessárias.

É importante respeitar o erro como forma de construção do conhecimento. Muitas pessoas acham que dentro da proposta sócioconstrutivista,o aluno erra e ninguém corrige. Não é isso, apenas permitimos que a criança tente e erre, em cima disso, direcionamos o conhecimento, apontamos caminhos para a reconstrução deste erro.O professor tem o papel fundamental de mediar esse processo.

Segue abaixo, algumas sugestões para que a avaliação tenha sentido:

"Análises e discussões periódicas sobre o trabalho pedagógico. Estas ações são realizadas nos encontros periódicos. Elas fornecem elementos importantes para a elaboração e reelaboração do planejamento. Igualmente importante é dar voz à criança. Nesse sentido, a prática de avaliar coletivamente o dia a dia escolar, segundo o olhar infantil, traz contribuições fundamentais e surpreendentes para o adulto educador, ao mesmo tempo que sedimenta a crença na concepção de criança cidadã.

Observações e registros sistemáticos:
Os registros podem ser feitos no caderno de planejamento, onde cada professor/ recreador registra acontecimentos novos, conquistas e/ou mudanças de seu grupo e de determinadas crianças; dados e situações significativos acerca do trabalho realizado e interpretações sobre as próprias atitudes e sentimentos.

É real que, no dia-a-dia, o professor/ recreador não consiga registrar informações sobre todas as crianças do seu grupo, mas é possível que venha a privilegiar três ou quatro crianças de cada vez e, assim, ao final do período, terá observado e feito registro sobre todas as crianças.

Utilização de diversos instrumentos de registro:
Para darmos espaço à variada expressão infantil, podem-se utilizados como instrumentos de registro de desenvolvimento arquivos contendo planos e materiais referentes aos temas trabalhados, relatórios das crianças e portfólios.

O professor deve organizar um dossiê de cada criança, guardando aí seus materiais mais significativos e capazes de exemplificar seu desenvolvimento.

Construção de um olhar global sobre a criança

A fim de evitar um ponto de vista unilateral sobre cada aluno, é fundamental buscar novos olhares:
- Recolhendo outras visões sobre ela.
- Contrastando a visão dos responsáveis com o que se observa na escola/ creche.
- Conhecendo o que os responsáveis pensam sobre o que a escola/creche diz.
- Refletindo sobre o que a família pensa em relação aos motivos de a criança
comportar-se de determinada forma na escola/creche.
- Ouvindo a família sobre como pensa que poderia auxiliar a criança a avançar em seu desenvolvimento."


(Trecho extraído do texto de Samuel de Sousa Santos, diretor da Escola Inglês Curso Escola de Idiomas Ltda)


- Posted using BlogPress from my iPad